Transporte de Crianças em Automóvel, Estudo de Observação

0
157

A 5 de outubro, com o apoio da Frotcom International, a APSI deu início a mais uma edição do Estudo de Observação de Transporte de Crianças em Veículos Ligeiros, em Ambiente de Auto-Estrada, com a recolha de dados nas portagens de Alverca, Pinhal Novo e Grijó.

O objetivo deste Estudo, que a APSI leva a cabo já há 25 anos, é analisar a evolução do
comportamento das famílias no que respeita ao transporte de crianças, nas viagens.
Os dados recolhidos foram alvo de tratamento, cujos resultados apurados tornamos agora
públicos e que partilhamos, em primeira mão (ver anexo).

Entre outras conclusões, que são claras no documento, a APSI foi surpreendida pela
constatação da diminuição da utilização de Sistemas de Retenção para Crianças,
SRC, (vulgo cadeirinhas) para números de há mais de 1 década, o que contraria a
evolução que vinha a ser verificada nos últimos estudos realizados.

Em contrapartida, a taxa de utilização de SRC de forma correta alcançou os valores
mais altos alguma vez registados.

Razões para tal, num estudo desta natureza, só poderão ser avançadas como meras
hipóteses, baseadas nos contactos da APSI com as famílias no âmbito de outras ações e
na sua experiência ao longo de quase 30 anos de atuação.

 

A APSI – Associação para a Promoção da Segurança Infantil, fundada em 1992, tem por objetivo promover a melhoria da qualidade de vida das crianças e adolescentes e assegurar a criação de ambientes, espaços, produtos e oportunidades onde todas as crianças e jovens possam viver, brincar e desenvolver-se plenamente e de forma saudável, em pleno gozo dos seus direitos, através da informação, formação, investigação e participação em processos de normalização e regulamentação visando a criação de um ambiente saudável e seguro para toda a família. É uma associação sem fins lucrativos com o estatuto
de utilidade pública, uma Instituição Particular de Solidariedade Social e uma Associação de Família.