Saiba se vai ter menina ou menino à moda antiga 

0
60
Depositphotos_208057930 Mulher gravida sorridente em camisa de noite branca com ursinho de pelucia

Vamos colocar a ciência e as ecografias de lado e pegar nos métodos ancestrais, nas “mezinhas”, nas “tradições”, para tentar descobrir se vem aí menina ou menino?

Não custa tentar… depois logo confirma com o seu obstetra!

Não têm fundamento científico, mas ajudam a matar alguma curiosidade, ou simplesmente a passar o tempo. São formas, digamos, “oficiosas”, de se tentar descobrir o género do bebé.

Chegam-nos da altura em que as tecnologias não permitiam saber se estava para nascer um menino ou uma menina e as técnicas usadas pelos antigos foram sendo passadas de boca em boca. 

Os pais que esperam pelo nascimento de um filho vivem um período de ansiedade muito grande pelos mais diversos motivos, um deles passa por saber se vão ter um rapaz ou uma rapariga.

Há quem opte por ficar a saber o género do bebé apenas na altura do nascimento, mas a maioria deseja sabê-lo o quanto antes. Querem escolher nomes, decorar quartos, comprar as roupinhas… Enfim, deixar tudo a postos para a chegada de um novo membro à família.

Devido à posição do feto ou outros fatores, nem sempre é possível ver se é menino ou menina nas primeiras ecografias. Por que não tentar matar a curiosidade com a sabedoria popular?

Aliança

Vai precisar de: um fio de cabelo seu e uma aliança – a versão mais tradicional diz que é preciso utilizar um fio do seu cabelo, mas também é possível fazer com uma corrente ou uma linha. Pode também fazer com uma agulha e linha. 

Como funciona: ate a aliança no fio, formando uma espécie de pêndulo (ou coloque a linha na agulha). Em seguida, segure o fio em cima da barriga, mesmo que esteja no início da gestação. Se o pêndulo balançar em linha reta, para a frente e para trás, é menino. Se fizer um movimento circular é menina. 

Garfo e colher 

Vai precisar de: duas almofadas, um garfo e uma colher.

Como funciona: sem que a futura mãe veja, alguém deve esconder o garfo e a colher debaixo de cada uma das almofadas. Depois disso, a gestante deve sentar-se sobre uma delas. Se ela escolher a almofada sob a qual a colher foi escondida, será menina. Se optar pela que esconde o garfo, será menino. Neste caso também existe uma variação feita com duas tesouras – e não com talheres. Se a grávida se sentar na almofada com uma tesoura aberta, é menina.  Se ela estiver fechada, será menino. 

Couve 

Vai precisar de: uma couve roxa, uma panela, água quente, um pouco da sua urina e um copo transparente. 

Como funciona: corte a couve em pedaços grandes, coloque numa panela com água quente e deixe arrefecer por 10 minutos. Enquanto isso, separe um pouco da sua urina.  Depois, retire toda a couve da panela e coloque a água que sobrou até metade de um copo transparente (por questões de higiene, prefira usar um copo descartável). Complete a outra metade desse copo com a sua urina e observe a cor. Se o resultado for um líquido mais avermelhado ou rosa, é menino. Se for roxo tipo violeta, será menina. 

Idade dos pais 

Como funciona: basta somar a idade da mãe com a idade do pai e depois subtrair 1. Se o resultado for um número par, é menino. Se for ímpar, é menina. 

Nomes dos pais 

Como funciona: semelhante à anterior, some a quantidade de letras dos nomes do pai e da mãe. Se o resultado for ímpar, será uma menina. Se for par, será um menino. 

Queixo

Como funciona: esta é muito simples! Aperte o queixo e repare no que acontece. Se formar um risco, é menina. Se não aparecer nada, é menino. 

Tabela chinesa 

Como funciona: diz a lenda que esta tabela tem 700 anos e foi encontrada enterrada num túmulo de uma família real chinesa. De um lado, está o mês da conceção do bebé. Do outro, a idade lunar da mãe no momento da conceção (para calcular, é só somar o número um à sua idade. Exemplo: se tem 30 anos, a sua idade lunar é 31).  Assim, basta cruzar os dados na tabela para descobrir se espera um menino (em azul) ou uma menina (em rosa). 

Palma das mãos

Como funciona: deve pedir à gestante para mostrar a mão – sem contar o motivo! Se ela mostrar com a palma para cima, é menino. Se for para baixo, é menina.