Reduzir a ansiedade para o regresso às aulas

0
332

As férias dos mais novos estão a terminar e preparam-se para enfrentar um novo período lectivo.

O regresso à escola e às rotinas que isso implica, levanta em muitas crianças e jovens alguma ansiedade.

Não apenas pelos novos horários, mas também pelas novas responsabilidades, os novos professores, o reencontro com os colegas e com todo o ambiente escolar. Muitos vão para uma escola nova, turmas diferentes, disciplinas novas…. Enfim, o mundo de novidades que os espera origina sempre algum sentimento de angústia e ansiedade.

Deixamos algumas dicas para um regresso à escola mais tranquilo e descomplicado:

Escutar, mas não alimentar o “bicho”

Qualquer mudança traz ansiedade e esta é uma situação que deve ser encarada como fazendo parte do processo. Sentir algum medo face ao desconhecido é normal e, por isso, essas questões devem ser faladas abertamente. Não se deve desvalorizar este sentimento, mas não se pode fazer um bicho de sete cabeças. Afinal, é comum todos sentirmos isso. Procure perceber junto do seu filho quais as principais preocupações que tem, que “macaquinhos” andam pela sua cabeça.

Ferramentas para enfrentar o desconhecido

Identificados os maiores focos de preocupação, procurem caminhos e soluções para essas questões que trazem mais ansiedade. Partilhe, por exemplo, memórias suas sobre o regresso à escola e a forma como também se sentiu assim. Ensine-o a focar-se mais nas soluções do que ficar preso às situações que lhe trazem alguma angústia e ansiedade. Sabendo quais as ferramentas que pode usar para lidar com o que é novo, o seu filho vai sentir-se mais confiante e menos nervoso.

A motivação como essencial a todo o processo

Na maioria dos casos, a ansiedade que os miúdos sentem com este regresso à escola surge misturado com entusiasmo. Seja por voltar a ver os amigos, a perspectiva de poder fazer outros, o novo material escolar…. Tente perceber o que pode motivá-lo mais e vá falando sobre esses aspectos positivos, para que as suas atenções se desviem para o que de bom está para vir.

Vá incutindo as novas rotinas

Comece já, de forma gradual, a implementar algumas das rotinas que vão estar presentes quando a escola começar. As férias “sem” regras e “sem” horas vão acabar. Começar a deitar mais cedo, a acordar também mais cedo, a fazer refeições certas e a encontrar momentos oportunos para ir falando do regresso às responsabilidades. O processo vai ser mais fácil se houver esta transição menos brusca. Por outro lado, o seu filho precisa sentir que sabe que ele será capaz de assumir as novas responsabilidades.

Bom regresso às aulas!