Que os presentes sejam a única surpresa neste Natal!

0
223
Depositphotos_167932466 Menina presente de apresentação para a mãe

Depois do malabarismo que todos fomos obrigados a executar, para equilibrar os desafios perante uma pandemia, já merecíamos um pouco de paz e alegria

É isso que a APSI espera oferecer a todas as famílias, em formato de dicas que lhes permitam gozar tranquilamente esta época festiva.

  • Compras de Natal:

Os adultos costumam dizer que o único presente que querem é saúde (sobretudo agora), mas a maioria das crianças entusiasma-se mais com brinquedos! 

Antes de colocar os presentes no carrinho, leia as instruções e os rótulos para se certificar de que é um jogo ou brinquedo adequado para a idade e desenvolvimento da criança a quem se destina.

Se optar por algo que envolva eletrónica, é certo e sabido que vai haver peças pequenas, nomeadamente baterias/ pilhas-botão que representam um risco elevado de acidente grave para os mais pequeninos. 

Se uma bicicleta, um skate ou uns patins forem uma possibilidade, o capacete deve fazer parte do presente. Terá de ser adequado ao tamanho da cabeça da criança e cumprir a Norma EN 1078. 

  • Cozinha Segura:

Com a azáfama destes dias, uma distração ou esquecimento, são perfeitamente normais, pelo que designar um adulto cuja única tarefa seja a supervisão das crianças é uma medida muito eficaz para evitar lágrimas (delas e, pior ainda, nossas). 

Nas horas mais calmas, fora da preparação das refeições, envolva as crianças mais velhas em tarefas adequadas à sua idade, ensinando-as e supervisionando para que as façam em segurança.

  • Chamas Natalícias:

Com crianças e muita gente em casa pondere se acender a lareira é uma boa opção. Se o fizer, garanta que há uma ventilação eficaz e uma proteção estável. 

Apesar das velas fazerem parte das decorações da casa nesta altura do ano, mantenha-as longe de dedinhos curiosos e de locais de passagem onde possam pegar fogo a roupas ou cabelos — além disso, deverá apagá-las ao sair ou antes de dormir.

Esta poderá ser, também, a altura ideal para verificar se tem detetores de fumo a funcionar em locais estratégicos, nomeadamente, nos quartos, perto das áreas de dormir ou em zonas onde haja maior risco de incêndio. 

  • Longe da vista…:

Se houver bebés em casa coloque as decorações de Natal em locais fora do seu alcance. Se forem confundidas com brinquedos ou guloseimas, e colocadas na boca, há o risco de provocarem engasgamento e asfixia.

Sabemos bem o quão agitados podem ser para as famílias estes momentos de festa e a carga dupla de energia e curiosidade que trazem às crianças. 

Antecipe alguns comportamentos colocando produtos de limpeza, medicamentos, as já faladas pilhas e baterias fora da vista e do alcance das crianças e, se ainda não o fez, grave no seu telefone o número do CIAV – Centro de Informação Antivenenos: 800 250 250.

  • Chegar em segurança:

Antes da viagem veja se os travões e os pneus do carro estão em boas condições (estes com a pressão correta) e se todas as luzes funcionam. Acondicione bem as cargas na bagageira e evite transportar objetos soltos dentro do habitáculo – poderão causar lesões graves em caso de travagem ou acidente.

Todos os passageiros devem utilizar cinto de segurança ou um sistema de retenção adequado à idade, tamanho e peso das crianças.

Estes alertas não pretendem assustar ninguém! Pelo contrário: sustos são o que queremos evitar e lembrar que todos os momentos são oportunidades para envolver os miúdos e passar-lhes alguns ensinamentos sobre segurança. 

Se algum dia eles tiverem de os pôr em prática, terá sido o tempo em família mais produtivo e importante de sempre.

E isso, é Natal! 

Boas Festas.

Agradecimentos à