Prematuridade, um dia de cada vez

0
35

O Nascimento de um filho é um momento especial, único e transformador na vida de uma Mãe e de um Pai, além de estar repleto de expectativas, sonhos e desejos.

São meses a imaginar como vai ser pegar pela primeira no bebé ao colo, alimentá-lo, acarinhá-lo, trocar-lhe as fraldas, dar-lhe o primeiro banho e protegê-lo. No entanto, nem sempre o que se imagina corresponde à realidade.

Ver nascer um filho prematuramente torna esse momento muito mais desafiante, preocupante e deita por terra todas as expectativas e momentos sonhados.

Quando um bebé nasce prematuramente, ou seja, antes das 37 semanas de gestação, todos os aspectos relacionados com os cuidados que lhe são prestados têm de ser ajustados, requerendo atenção especial e cuidados extraordinários para que tudo corra pelo melhor. Felizmente, graças à evolução da ciência e da medicina são cada vez mais os finais felizes!

Quando um bebé nasce prematuramente o essencial é concentrarmos todas as nossas energias e forças no momento presente. Tentar que a frustração resultante das expectativas defraudadas não nos afecte e que não nos deixemos dominar pelo medo.

O que é efectivamente essencial no momento presente?

Que o bebé recupere a imaturidade dos órgãos e sistemas, criar as condições ideais para que esse desenvolvimento aconteça, com a ajuda da medicina obviamente, mas criando à sua volta um ambiente tranquilo e de amor.

Desfrute do momento, por mais difícil que possa parecer, desfrute do seu bebé, do milagre da vida a acontecer à sua frente.

Acredite sempre, acredite que vai ficar tudo bem, confie na medicina, nos profissionais de saúde, no poder do seu amor.

Esteja presente, acompanhe o dia-a-dia e a evolução do seu bebé. Faça perguntas, tire dúvidas, fale com os profissionais de saúde que vos acompanham.

Pense positivo, somos o que pensamos e muitas vezes temos tendência para distorcer a realidade e os nossos pensamentos. Liberte-se desses padrões, faça um esforço para não se deixar dominar pelos pensamentos negativos.

Celebre todas as pequenas vitórias, agradeça por cada pequeno milagre, por cada conquista. Lembre-se que é mais fácil “comer um elefante às fatias”.

Seja verdadeiro, são momentos difíceis é certo, são momentos que exigem demais de si, por isso seja verdadeiro com os seus sentimentos, não precisa de fingir ou fazer de conta que não se passa nada demais. Não há super pais, ok?

Não tenha vergonha, não se esconda, a culpa não é sua, não é pior mãe ou pai por o seu bebé ser prematuro.

Peça ajuda, pois também precisa de descansar, de ir a casa tomar um banho, de dormir. Peça ajuda se assim tiver de ser, sem vergonha.

Um bebé prematuro exige um pouco mais de si, mais paciência, mais amor, mais fé, mas em breve tudo será passado e poderão percorrer o vosso caminho de amor longe do hospital. Não se esqueça de que somos muito mais forte do que julgamos à partida.

Um dia de cada vez!

Por: Cláudia Ganhão_ Especialista em Minimalismo