Páscoa Virtual

0
1002

Este ano a Páscoa será inevitavelmente marcada pela situação Covid-19

Contudo, em tempos de crise é importante, essencial e obrigatório manter a calma e alguma normalidade dentro do possível.

Com as crianças em casa e pouco ou nenhum acesso ao exterior, há que sermos criativos e pensar em formas de manter na mesma o espírito da Páscoa presente. Imaginação, planeamento e orçamento serão, uma vez mais, a solução.

Para além disso, uma vez que as aglomerações de pessoas não são aconselháveis, devemos também tentar tirar partido das novas tecnologias e manter o contacto com família e amigos através de vídeo chamadas e das redes sociais. A temática deste ano poderá ser Páscoa Virtual, o que vos parece?

Dica 1: Preparar a sua própria caça ao ovo

Devido às medidas de prevenção, devemos permanecer em casa e sair apenas se estritamente necessário. Assim sendo, por forma a não deixar que se perca o espírito da Páscoa, porque não fazer a sua própria caça ao ovo? Esconder os ovos pela casa durante a noite e pela manhã acordar as crianças e iniciar a caça ao tesouro. Como incluir familiares e amigos? Podemos, por exemplo, partilhar a caça ao ovo via vídeo chamada e até partilhar pistas com os participantes do outro lado do ecrã que poderão direcionar as crianças para os potenciais locais onde se encontram os ovos escondidos.

Dica 2: Fazer as suas próprias decorações

Quem tem crianças não deve de forma alguma fugir aos festejos da Páscoa. Numa altura em que provavelmente será complicado sair de casa e fazer compras alusivas à época, devemos fazer as decorações festivas com coisas que temos em casa. Muito provavelmente ainda têm em casa peças decorativas que usaram no ano anterior: reciclar é imperativo. Aproveitar chapéus velhos, cestos antigos, etc. Esta atividade será uma excelente forma de reduzir o stress e passar momentos engraçados e criativos em família. Uma vez mais, podemos incluir jogos virtuais, por exemplo, criar equipas em que os participantes via vídeo chamadas ditam as instruções para confeção das decorações e a equipa que conseguir construir a melhor decoração ganha o “troféu”.

Dica 3: Almoço de Páscoa em casa

Mantendo-se a situação de alerta, o almoço de Páscoa deverá ser em casa. Numa fase de contenção, não só de alimentos como também de despesas, devemos evitar os excessos e fazer um menu económico. Se possível, manter a tradição da família mas, em quantidades menores para evitar desperdícios. Será também uma excelente oportunidade para incluir as crianças na confeção das refeições e na preparação da mesa, por forma a mantê-las ocupadas.

Dica 4: Visitar Museus e Exposições Virtuais

Neste momento, muitas câmaras municipais têm sugestões nos sites de visitas virtuais a museus e exposições. É uma excelente forma de ocupar o tempo em casa e passar um agradável momento em família. Explorar esses sites, conversar sobre o que acharam, sugerirem que as crianças façam um pequeno texto sobre o local visitado. Manter a criançada ocupada e aprenderem em conjunto. Este tipo de visitas não só irão aumentar a interação familiar como permitirá aumentar os tópicos de conversação.

Dica 5: Tirar “visto” virtual de turista

Há quanto tempo não visitam um monumento ou local histórico em Portugal? Sabem quais os mistérios que as cidades portuguesas escondem? Estão presos em casa sem muito para fazer? Peguem no mapa de Portugal e decidam “Ir para fora cá dentro” virtualmente. Pesquisem na internet informação sobre vilas e aldeias lindíssimas e carregadas de história. Preparem “cartões de visita” sobre os locais pesquisados e com os fatos que acharam mais interessantes. Mais uma excelente forma de aumentar o conhecimento, a interação familiar e adicionar tópicos interessantes de conversação.

Parecia complicado mas, em 5 pequenas dicas conseguimos encontrar algumas formas de celebrar a Páscoa Virtual. Contudo, o trabalho não pára aqui. É importante, essencial e obrigatório colocar as dicas em prática.

Sem ação, o pânico vai ganhar terreno e vamos ser apanhados desprevenidos e sem opções. Lemos o artigo, até achamos piada mas, quando chega a hora, não temos um plano traçado.

Aconselho vivamente que peguem num bloco de notas, tracem o plano, definam tarefas e deleguem-nas entre os membros da família. Promovo sempre que, tudo deve ser feito em conjunto, por forma a criar laços fortes e uma excelente harmonia familiar.

Isto porque, no fundo, o que realmente importa é que esta época, independentemente das circunstâncias exteriores, seja passada com os que amamos e de uma forma divertida e relaxada. Aproveitem cada minuto e, na medida do possível, sejam felizes, sempre!

POR: Adelaide Miranda _ Escritora, Engenheira, Empresária.