Parábolas da Bíblia que ensinam virtudes às crianças

0
66

A principal responsabilidade de ensinar os filhos pertence aos pais, dotando-os de valores essenciais. Aprender a cuidar de si mesmos, a saberem comportar-se e a respeitarem as outras pessoas são apenas alguns. Em plena quadra natalícia, sugerimos que as aconselhe recorrendo a histórias da Bíblia.

Todas as crianças adoram uma bela história, ainda mais quando é contada pelos pais. Esta é uma forma de receber carinho e, ao mesmo tempo, aprender um pouco sobre algo. Neste artigo sugerimos que, desta vez, deixe de lado as princesas e os super-heróis e conte-lhes uma bela história com personagens conhecidas há mais de dois mil anos. Verá que aproximar as crianças de histórias bíblicas pode aperfeiçoar os seus valores e também despertá-los para a espiritualidade. Outra ideia simples, mas que funciona, é aliar o hábito da leitura a outras atividades. Neste sentido tudo é válido, inclusive sugerir que façam algum desenho sobre a mensagem que lhes foi passada. Uma vez aprendida a lição, a criança tende a colocar esta ação em prática noutros ambientes, como na escola junto dos seus amigos. Experimente pois elas certamente vão gostar!

  1. O Bom Samaritano

Esta talvez seja a parábola mais conhecida da Bíblia. A história do bom samaritano pode ensinar noções sobre o amor ao próximo, mandamento que resume todos os outros e traz a resposta de como herdar a vida eterna. Ignorado por um sacerdote e por um levita após ser espancado, um homem é atendido apenas por um samaritano que foi o único que atuou com compaixão naquele momento e curou as feridas dele. (Lucas 10. 29-35)

  1. Filho pródigo

É ma parábola muito útil para orientar sobre o arrependimento e perdão. O filho arrependido volta à casa do pai depois de desperdiçar os bens que ele mesmo reivindicou. Mesmo assim, o pai recebe-o de braços abertos, oferecendo-lhe um banquete. Aproveite esta passagem para aconselhar os mais pequenos a perdoar sempre. (Lucas 15. 11-32) 

  1. O joio e o trigo

Aparecem sempre coisas más no meio das boas, especialmente no dia-a-dia da família. Nesta parábola Jesus faz a distinção do joio e do trigo, lembrando que haverá sempre o mal querendo estragar as obras boas. Jesus associa o reino dos céus a um campo no qual um homem semeia boas sementes. (Mateus 13.24-30)

  1. A lamparina

Nessa história, a lâmpada é utilizada por Jesus para mostrar a importância de iluminar e ser visto, além de contagiar os outros uma boa notícia não é para ser sufocada ou ficar escondida, mas para se tornar conhecida. Aquele que acolhe a boa notícia aprende a agir de acordo com a visão e a ação de Jesus. (Lucas 8.16-18)

  1. A ovelha perdida

Esta é uma das histórias mais contadas e pode ser colocada em prática de uma forma muito simples: acolhendo aqueles que são desprezados, mesmo que nos chateiem e pratiquem o mal, também merecem compaixão. É neste momento que o cristão se torna “igreja”. (Lucas 15.4-7)

  1. Os servos

Assumir um compromisso sem esperar por uma recompensa no final é a mensagem passada nessa parábola. Jesus pondera sobre o “serviço” para o reino de Deus, que também serve para ajudá-lo a tomar outras decisões na vida. Aqui pode ajudar o seu filho a entender mais sobre a sua vocação. (Lucas 17.7-10)

  1. Semente de mostarda

Nesta história, Jesus ilustra bem os factos e faz sempre uma comparação, seja falando para a multidão ou comunicando com os seus discípulos. Focando a importância de ser humildade e o impacto de se começar desde pequeninos até alcançar o objetivo, ele compara o reino dos céus a um grão de mostarda. (Lucas 13.18-19)

  1. Semeador 

Aqui faz-se uma comparação entre as sementes deitadas em três tipos de terrenos (nas pedras, em espinhos e em terra boa) para ensinar o significado de uma parábola. Na última, a semente caiu e deu boa colheita. Nesta passagem, vai poder ensinar aos mais pequenos que a semente é a parábola (Palavra de Deus) e que é preciso ter um coração generoso e guardá-la no seu coração para que dê frutos. (Lucas 8.5-8) 

  1. Os Talentos

Esta parábola ensina a noção de responsabilidade. Jesus conta a história de um homem que confiou os bens aos seus servos. Aqui, poderá explicar aos seus filhos que cada um recebe dons e oportunidades e devem agir com responsabilidade diante da quantidade ou talentos recebidos. (Lucas 19.12-27)

  1. O tesouro escondido

O reino dos céus é comparado por Jesus a um tesouro escondido, tão difícil de encontrar, mas puramente valioso. Quem o descobre deve mantê-lo no coração. (Mateus 13.44) 

  1. Jesus e o jovem rico

Esta passagem da Bíblia ensina como o apego a bens materiais, o egoísmo e a falsa religiosidade podem afastar uma pessoa de Deus. Um jovem encontra-se com Jesus e pergunta-lhe o que pode fazer parar alcançar a vida eterna. Jesus pede para que guarde os mandamentos e sugere que venda todos os seus bens e dê tudo aos pobres, mas ele não aceita. Então, diz aos seus discípulos Jesus: “Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus.” (Mateus 19:16-22)

POR: Aida Borges