O papel dos laticínios na prevenção de doenças crónicas

0
867
Dairy products on the sky background.

Muito se tem dito sobre os laticínios, havendo quem defenda que são prejudiciais à saúde.

Mas um estudo publicado na “Advances in Nutrition” conclui que o consumo de leite e seus derivados pode ajudar a prevenir várias doenças crónicas.

Liderada por catedráticos da Universidade de Granada e Universidade Complutense de Madrid, Espanha, esta investigação incluiu a revisão sistemática de 14 artigos internacionais dedicados ao impacto do leite e produtos derivados sobre a prevenção de doenças crónicas, sobre o crescimento, desenvolvimento da densidade mineral óssea, massa muscular, gravidez e amamentação e ainda mortalidade por todas as causas.

As doenças crónicas analisadas incluíram a síndrome metabólica, alguns tipos de cancro, doenças cardiovasculares e diabetes de tipo 2. Concluiu-se que o consumo moderado daqueles produtos estava associado a um menor risco de cancro do cólon e da bexiga e o consumo total de produtos láteos magros foi associado a um menor risco de síndrome metabólica.

Além disso, foram identificadas associações inversas entre o consumo de produtos láteos e a cardiopatia isquémica e o enfarte do miocárdio. A evidência científica atual sugere ainda que o consumo destes produtos, especialmente se forem magros, pode estar associado a um menor risco de diabetes de tipo 2.

O estudo determinou ainda que um maior consumo de produtos láteos apresenta ajuda a diminuir o risco de fraturas vertebrais. Refira-se que o leite e produtos láteos contêm uma enorme variedade de nutrientes como proteínas, vitamina B12, vitamina B5, vitamina A, magnésio, cálcio, fósforo, potássio, selénio, zinco e riboflavina.