Os benefícios da natação

0
237
Little cute baby boy. Mother with son. Family playing in a water.

O contacto precoce com o meio aquático estimula o desenvolvimento cognitivo e motor do bebé, mas ainda são muitas as dúvidas dos pais quanto à altura certa para levar os seus filhos à piscina.  

São conhecidos os benefícios do contacto do bebé com o meio aquático desde cedo, de qualquer modo, antes de levá-lo à piscina, fale sempre com o pediatra, para se certificar de que não existe qualquer contra-indicação para a prática. 

Quanto mais cedo o bebé entrar na piscina, mais facilidade terá em nadar. Os reflexos são sempre mais fortes no primeiro ano de vida. Além disso, a natação estimula o desenvolvimento motor e cognitivo.

O primeiro contacto com a água deverá ser sempre feito na companhia de um adulto especializado na modalidade, bem como do pai ou da mãe do bebé, para que se crie um ambiente de confiança.

A temperatura da água deve estar amena, mas a permanência na água não deverá ultrapassar os 30 minutos porque o sistema de regulação de temperatura corporal ainda não se encontra bem desenvolvido.

Recomenda-se que o bebé comece as aulas a partir dos seis meses, quando já tomou as principais vacinas e o interior do ouvido está bem desenvolvido, diminuindo o risco de infeções. 

As aulas vão auxiliar e estimular o desenvolvimento motor e cognitivo. Os exercícios praticados na água promovem o fortalecimento muscular, trabalham o equilíbrio e a coordenação motora, auxiliando, portanto, o processo de aprender a gatinhar e a andar.

Paralelamente, as aulas de natação vão ajudar a melhorar a postura, proporcionar noções de espaço e tempo mais assertivas, melhorar o condicionamento respiratório, melhorar a qualidade do sono, vão estimular o apetite e ajudar o bebé a relaxar.

Afinal, durante nove meses, o bebé cresceu dentro do útero no líquido amniótico. Por essa razão, ao nascer, os seus sentidos estão praticamente adaptados à água. Os recém-nascidos podem manter os olhos abertos e focar o olhar debaixo de água. A sua audição subaquática também excede largamente a dos adultos.

Além de todos estes benefícios, as aulas funcionam como momentos importantes e partilha entre pais e filhos, que assim estreitam laços e passam mais tempo juntos. Habitualmente, estas aulas de natação para bebés são também acompanhadas por música, estimulando a parte da comunicação. 

Alguns conselhos 

  • Opte por piscinas com menos cloro, dando preferência às que fazem tratamento com sal.  
  • Se o bebé estiver doente, ou depois de uma vacina, é melhor prescindir da natação por uns dias.
  • Utilize fraldas especiais para piscina para evitar escapes.
  • Estimule o bebé durante o banho. Deixe cair água na cara e na cabeça do bebé. Evite a utilização da banheira e estimule o banho no chuveiro.
  • Leve sempre roupão ou toalha para o recinto da piscina.
  • No fim da aula, seque bem a criança com a toalha. Dê um banho rápido, com água morna para que os produtos de tratamento da piscina saiam bem. 
  • No final do banho, use bons cremes hidratantes. 
  • Em dias mais frios, evite mudanças bruscas de temperaturas. Antes de sair para a rua, aguarde alguns minutos na receção para que o corpo se adapte à temperatura. Uso de gorros e agasalhos é uma boa solução para os dias mais frios.
  • Após a aula, ofereça um sumo de fruta natural ou uma fruta para repor as energias gastas no exercício. Se a mãe ainda amamentar, pode oferecer o seio durante a aula ou logo depois.