O ritual de final de dia do seu bebé

0
323

Quando o bebé nasce, e nas semanas seguintes, não existe propriamente um padrão que indique as horas a que dorme, acorda ou come

É importante respeitar os timings do bebé e estar atenta aos sinais que vai dando.

No entanto, nos meses seguintes, pode ser benéfico existir uma rotina. Isto porque o bebé vai estando cada vez mais desperto e vai começando a identificar padrões.

Numa fase em que tudo para ele é novo e estranho, poder haver uma sequência de ações que acontecem todos os dias, pela mesma ordem e no mesmo horário, vai permitir que tenha uma sensação de segurança, por já conseguir de certa forma antecipar o que vai acontecer.

A pele é o maior órgão do nosso corpo e através dela temos inúmeras sensações. Para um bebé, o toque é a primeira forma de comunicação, através do toque ele vai sentir o afeto dos pais e o conforto que precisa para poder desenvolver de forma segura e confiante. É por isso fundamental tocar, beijar e abraçar o seu bebé.

Uma boa forma de conseguir esse estímulo é através da higiene e hidratação da pele.

E o final do dia pode ser o momento adequado para iniciar um ritual que inclua higiene e sono, para que o bebé comece a identificar essa altura como sendo o seu momento com os pais, o momento em que cuidam dele, mas que também lhe dedicam tempo de qualidade que o vai preparar para relaxar e poder dormir mais tranquilo.

Podem assim preparar um banho, que não precisa ser tanto com o intuito de lavar, mas sim de permitir que o bebé se adapte àquele momento de forma tranquila e relaxante. 

Para o banho:

– Tenham uma boa temperatura na divisão onde vão estar;

– Aqueçam a água previamente a uma temperatura entre 35° a 37°;

– Tentem que o bebé fique com água a cobrir a maior parte do corpo (até aos ombros);

– Podem inicialmente colocar o bebé enrolado numa musselina e ir retirando aos poucos;

– Não se preocupem com a lavagem, deixem-no adaptar-se primeiro àquele momento;

– Assim que o retirarem do banho, tenham logo à mão uma toalha para o enrolar.

Após o banho, e já com o bebé mais relaxado, podem aproveitar para hidratar a sua pele com uma massagem que, além de ser muito benéfica para o seu desenvolvimento a nível físico, prevenindo até as tão chatas cólicas ou obstipação, vai também reforçar o vínculo entre pais e bebé.

Podem fazer a massagem em cima da cama ou no muda fraldas mas, para mim, o chão é a melhor opção porque, é não só uma zona de segurança para o bebé como também permite que tenham mais liberdade de movimentos.

Podem criar um ambiente relaxante, com uma luz suave e uma música calma.

Para a massagem:

– Aqueçam previamente a divisão onde irão fazer a massagem;

– Preparem previamente o espaço com uma manta no chão (se possível em cima de um tapete), uma toalha e um resguardo, criando camadas que vos permitam ter conforto, principalmente ao bebé;

– Tenham à mão toalhitas, compressas, fraldas e a roupa que irão vestir ao bebé logo após a massagem;

– Escolham um produto de hidratação que seja adequado à pele do bebé e fluido o suficiente para poderem realizar os movimentos;

– O creme/óleo deve ser colocado nas vossas próprias mãos, deverão friccioná-las de forma a aquecê-las e aquecer também o produto, podendo depois iniciar a massagem;

– Podem ir destapando o bebé à medida que vão realizando a massagem e tapando as partes que já foram massajadas, para que não vá arrefecendo rapidamente;

– À medida que vão fazendo a massagem, falem com o bebé, expliquem o que estão a fazer, estimulem o contacto visual para que ele possa perceber que aquele momento é de relaxamento, mas também de conexão e amor;

– Mantenham-se tranquilos e não tenham pressa, se o bebé não quiser continuar não tem mal, param e tentam de novo no dia seguinte. Os bebés por vezes levam tempo a adaptar-se a este momento e dependem muito do estado emocional de quem estiver a fazer a massagem;

– No final, se sentir que a pele do bebé tem excesso de produto, pode ajudar a absorver com uma toalha, podendo então de seguida vesti-lo. Termine sempre com um longo abraço e muitos beijos, nunca são demais!

Depois de o vestir pode então amamentar ou dar o biberão e adormecê-lo de seguida, para que tenha uma noite tranquila.

Os bebés adoram e precisam ser tocados, abraçados e acarinhados. O colo, o toque e a ligação pele com pele têm vindo a ser cada vez mais alvo de estudo, concluindo que são um excelente estímulo para o bebé, a melhor forma de o acalmar e fazê-lo sentir-se seguro.

A massagem é perfeita para reforçar a relação com o seu bebé, mas também para lhe transmitir o carinho e afeto tão necessários ao seu desenvolvimento saudável e feliz.

POR: Magda Soares Terapeuta e Formadora da Massagem do Bebé

Instagram: @inspira.magdasoares           Site: www.magdasoares.pt