Mitos e verdades sobre a saúde oral infantil

0
178

A chucha entorta os dentes, o biberão faz cáries, o bebé fica febril sempre que rompe um novo dentinho? Existem muitas “opiniões” e “dúvidas” no que toca a este assunto. Neste artigo, desmistificamos algumas e damos ainda dicas de como bem cuidar da boca dos mais pequenos.

Cuidar bem dos dentes da criança pode ajudar a evitar problemas futuros. Especialistas da área esclarecem questões sobre o tema para garantir um sorriso saudável à pequenada. Ora tome nota.

Biberão, chucha e chuchar no dedo entortam os dentes
São vários fatores que podem entortar os dentes das crianças: uso de chucha, biberões e dedos, genética, respiração oral, perdas precoces de dentes, entre outros. Contudo, não é regra que todas as crianças tenham os dentes tortos por causa desses hábitos. No entanto, é importante orientar os pais a removerem esses hábitos na idade adequada.

Antibióticos prejudicam a dentição
Isto é um mito. Antigamente, a tetraciclina – um antibiótico que era utilizado em idade pediátrica –  manchava os dentes que estavam a formar-se de forma permanente. Hoje, esta medicação caiu em desuso. O grande problema das medicações em crianças é que elas são apresentadas normalmente em forma de xaropes ou soluções açucaradas, pelo que a higiene oral deve ser realizada sempre após a administração dos mesmos.

A pasta de dentes pode ter flúor

Estudos recentes mostram que o importante não é excluir o flúor da pasta de dentes do bebé, mas sim instruir corretamente os pais quanto à quantidade de pasta que é colocada na escova. Para os menores de dois anos, a quantidade preconizada é do tamanho de uma ervilha.

Os mais pequenos também têm cáries
Claro que sim! E acontece muito devido à crença de que os bebés não têm este problema. A partir do momento em que o dente fica exposto a restos de alimentos também fica exposto às bactérias que causam a cárie. O uso de biberões/peito noturno sem higienização em seguida é o maior causador deste tipo de cáries, chamada de cárie precoce da infância. Essas lesões começam com o aparecimento de manchas brancas opacas, têm uma progressão rápida e severa e causam grande destruição e até perda dos dentes.

(Veja nosso artigo na integra na nossa Capa de Janeiro Edição 10)

POR: Aida Borges_ Jornalista