Maternidade sustentável? Sim, é possível 

0
120

O fabrico e a utilização das fraldas dos bebés podem ter impactos muito agressivos para o meio ambiente. É a pensar na ecologia e abraçando o compromisso da economia circular que a ABENA produz fraldas a pensar na saúde do Planeta e do bebé.

As preocupações ambientais estão cada vez mais interiorizadas na sociedade e a sustentabilidade é hoje transversal a vários setores da economia, entre eles o da puericultura.

É possível adotar uma série de práticas para uma maternidade sustentável e um dos passos para minimizar os impactos no meio ambiente deve passar pela escolha de fraldas mais ecológicas.

Para se ter uma ideia, uma fralda descartável comum pode demorar 450 anos para se decompor totalmente na natureza.

Um período de tempo assustador se somarmos a quantidade de fraldas utilizadas em todo o Mundo, tendo em conta que, em média, os bebés usam até 10 fraldas por dia. 

Além desta questão, o seu fabrico tem também muitos impactos na saúde do Planeta, não só pela quantidade de recursos que consome, como pelas substâncias que em muitas delas encontramos. 

Segundo um estudo que analisou fraldas descartáveis de 29 marcas do mercado francês, e publicado pela Agência Nacional de Segurança Sanitária da Alimentação, do Meio Ambiente e do Trabalho de França, foram encontradas 60 substâncias tóxicas, incluindo glifosato e outras adicionadas intencionalmente para dar aroma.

É atendendo a este contexto que a ABENA, fabricante dos produtos Bambo Nature, assumiu o compromisso de ajudar a minimizar o impacto no meio ambiente, submetendo por livre iniciativa os seus produtos a inspeções rigorosas que garantam um planeta mais saudável e com recursos naturais para as gerações vindouras. 

Com unidade fabril na Dinamarca, a empresa abraçou a estratégia da economia circular e, em 2018, 86,4% dos resíduos provenientes da sua produção foram reciclados.

Estamos a falar de materiais de embalagem fabricados a partir de matérias-primas ou excedentes de têxteis que são recolhidos e vendidos a empresas de reciclagem para serem reaproveitados e transformados em novos produtos.

100% do consumo de energia provém de fontes de energia renovável, o consumo de energia por cada fralda produzida diminuiu 7,5% nos últimos 10 anos, e desde 2009, conseguiram reduzir as emissões totais de CO2 em 46,5%.

Assim, no processo de fabrico, conseguem uma maior eficiência energética, a minimização do desperdício e o reaproveitamento dos materiais excedentes. 

“Há mais de 40 anos que a Bambo Nature está comprometida em produzir produtos de alta qualidade para o cuidado de bebés e crianças, deixando ao mesmo tempo a Terra mais limpa para as gerações futuras. Para nós, a sustentabilidade é muito mais do que a forma como usamos os recursos físicos. Sustentabilidade é a forma como cuidamos uns dos outros”, refere a empresa. 

É com esta forma de pensar e agir sustentável que as fraldas são fabricadas em máquinas com otimização de energia e com matérias-primas selecionadas, que não só são amigas do ambiente, como são mais benéficas para a pele do bebé. 

Por exemplo, as fibras de celulose do núcleo absorvente das fraldas – chamadas de “fluf” – provêm de florestas sustentáveis e bem geridas, certificadas pelo FSC™ (Forest Stewardship Council), nas quais não são abatidas mais árvores do que aquelas que a floresta pode substituir.

“O nosso enchimento “fluff” é totalmente livre de cloro, para segurança do seu bebé”, reforça a marca.

Por outro lado, as fraldas são tão finas que, além de aumentarem a liberdade de movimentos da criança, permitem acondicionar mais fraldas numa embalagem, reduzindo assim a existência e o transporte de embalagens.

Estas são fabricadas em polietileno I’m Green™, um plástico macio produzido a partir da cana de açúcar, que é um material renovável natural. “As nossas caixas são certificadas pelo FSC™ e fabricadas com aproximadamente 50% de materiais reciclados”.

Nas fraldas Bambo Nature não são utilizadas substâncias como organoestânicos, ftalatos ou o cloreto de polivinil.

Vêm equipadas com um indicador de humidade que torna mais fácil e mais rápido verificar quando está na hora de mudar a fralda do seu bebé e não recorrem à adição de parabenos, perfumes, corantes ou outros conservantes que não sejam seguros, conforme atestam os rótulos Nordic Swan Ecolabel e Asthma Allergy Nordic Label (Etiquetas Nórdicas de Certificação Ecológica e Antialérgica). Aliás, a Bambo Nature foi a primeira fralda para bebé do Mundo a receber a prestigiada certificação Nordic Swan Ecolabel.

A oferta destas fraldas ecológicas acompanha desde os recém-nascidos até crianças em idade pré-escolar. Além das fraldas, a gama tem também cuecas-fralda e toalhitas, bem como uma linha de produtos para a pele do bebé.

Seguindo o mesmo compromisso, as Toalhitas Humedecidas Bambo Nature são veganas e não contêm ingredientes de origem animal, só ingredientes naturais e orgânicos de origem vegetal. 

 

Alguns dos prémios recebidos pela marca ao longos dos anos: 

“Babylist” 2017 – “Must Have Diaper”.

“Loved By Parents” 2018  

Prémio “The Ethical Consumer Best Buy” 

Prémio “Gentle Parenting 2017” 

Prémio 5 Estrelas 2021

CONTEÚDOS PATROCINADOSSTORIES