Como lidar com as alterações de humor da grávida

0
144

É comum a grávida ficar mais emocional, mais ansiosa, nervosa e pouco tolerante. O papel dos companheiros que lidam diariamente com estas alterações de humor nem sempre é fácil, mas nós damos uma ajuda.

Antes de tudo é preciso perceber que numa gravidez não é apenas a parte física que muda. Todo o sistema da mulher entra num turbilhão de mudanças, onde se incluem as alterações de humor. Estão sobretudo ligadas às mudanças hormonais que ocorrem na mulher durante a gestação, fazendo com que a grávida se ria de coisas que antes não teriam tanta graça, ou que se emocione com situações que também antes lhe passavam um pouco ao lado.

A produção hormonal aumenta consideravelmente durante a gestação e o papel dos companheiros, que lidam com isso com frequência, nem sempre é fácil. Para além de todas as dicas que possam ser dadas para que saiba lidar melhor com as alterações de humor, o mais importante é compreender que isso acontece por uma razão. Compreender é, assim, a primeira palavra-chave.

A segunda tem muito a ver com a primeira e dá pelo nome de “paciência”. Isso, procure ter mais paciência para essas mudanças de humor, pois se a grávida sentir essa segurança, vai ser melhor para ambos.

Procure ainda mais ajudar nas tarefas diárias e da casa. A mulher acaba por se sentir mais apoiada e esses podem ser momentos que poderão fortalecer a relação. Vá fazer as compras ao supermercado, arrume a cozinha, faça uma surpresa e ponha a mesa com o jantar pronto a servir. São pequenos “mimos” que poderão fazer milagres.

Evite fazer comentários mais desagradáveis sobre o aspecto da sua companheira. Na gravidez, muitas mulheres sentem dificuldade em lidar com as transformações físicas que naturalmente vão ocorrendo. Dizer-lhe que está a ficar gordinha, que as pernas estão inchadas ou que a pele está com mais borbulhas, são o tipo de comentários a evitar. Ao invés disso, elogie-lhe a barriga, as roupas de grávida, ou seja, tente aumentar a auto-estima da mulher, para que esta se sinta mais confiante. Se tiver possibilidade, ofereça-lhe um vestido para grávida, por exemplo.

Continue a encará-la como mulher. Durante a gravidez, e não havendo contra-indicação médica, o sexo pode ocorrer como sempre o fez. Aliás, a mulher está nesta fase com mais líbido, conseguindo obter mais prazer.

Faça questão de acompanhar todo o processo da gestação. É importante que vá com a sua companheira às consultas, que veja com ela as ecografias, que partilhem dúvidas ou anseios de como será dali para a frente. A grávida deverá sentir que o homem que tem a seu lado já vestiu o papel de pai, mesmo antes do bebé nascer. Ofereça livros sobre a gravidez, sugira a ida a aulas de pré-parto, combine com a mulher se prefere a sua presença na hora do nascimento ou não.

Cada caso será um caso, mas o importante é viverem esta fase especial de mãos dadas e com um bom ambiente familiar. Todos terão a ganhar com isso e desta forma a gravidez será com toda a certeza um estado de graça e não uma dor de cabeça.