Inês Sá é a ‘CEO for One Month’ 2022, anuncia a Adecco Portugal

0
47

Programa Internacional do Grupo Adecco seleciona aluna de Gestão do Porto para 4 semanas de estágio como ‘sombra’ da Country Manager nacional

“Acredito que o Programa me irá dar uma vantagem diferenciadora junto dos recrutadores quando terminar o meu percurso académico e quiser entrar no mercado de trabalho”

Inês Sá tem 22 anos, é natural do Porto, e está a terminar o 2º ano da licenciatura em Gestão na Faculdade de Economia.

É a nova ‘CEO for One Month’ que irá fazer ‘sombra’ à Country Manager da Adecco Portugal, Alexandra Andrade, durante quatro semanas.

“À segunda foi de vez!”, afirma a jovem que se candidatou pela segunda vez ao Programa Internacional do Grupo Adecco.

Perseverança, motivação e vontade de aprender não faltam à Inês, que tem elevadas expetativas para este estágio único:

  • “pôr em prática as hard skills que tenho vindo a aprender na licenciatura e as soft skills que tenho desenvolvido ao longo dos anos nas diferentes organizações e projetos em que participei. Poderei ainda conhecer os CEO for one month dos mais diversos países, criando assim uma network internacional, certamente muito valiosa para o meu crescimento e futuro”.
Num contexto em que se fala de pleno emprego técnico em que é evidente a escassez de talento, a verdade é que a taxa de desemprego jovem continua a ser acentuada face à média nacional, tendo-se situado em 6,6% em 2021.

A pandemia foi mais severa para os jovens que se depararam com um mundo em profunda mudança e privados das normais ferramentas de acesso ao mercado de trabalho, que se debateu globalmente com um novo paradigma que desenhou o reino da flexibilidade.

Não obstante a conjuntura de escassez de talento, é crucial criar estratégias alternativas para integrar esta faixa etária num mercado de trabalho em profunda mudança, onde se desenham muitos e novos desafios com a aceleração do digital:
  • é importante incentivar os jovens a serem empreendedores e a adquirirem competências para serem capazes de assumir as rédeas do seu futuro de forma a estarem integrados independentemente das mudanças que se anunciem ou na eventual reversão do atual contexto de pleno emprego.

No futuro próximo ou a prazo, o cenário da dificuldade em encontrar trabalho pode tornar-se novamente uma realidade à luz das alterações conjunturais sociais, culturais e económicas.

Torna-se crucial contar com as empresas e os seus líderes no apoio ao desenvolvimento de uma mentalidade empreendedora dos jovens por meio da educação não formal e da criação de programas que ajudem a desenvolver competências operacionais, como a literacia digital, a perspicácia empresarial geral, a autoconfiança, a comunicação e a capacidade de resolução de problemas.

É neste contexto que surge o Programa internacional do Grupo Adecco ‘CEO for One Month’, que proporciona uma experiência enriquecedora aos jovens recém-licenciados, ou que se encontram na reta final da sua formação superior, que procuram o primeiro contacto com o mercado de trabalho.

A iniciativa pretende munir os jovens de valências cruciais para a formação profissional e insights importantes para a compreensão da componente operacional e organizacional da empresa.

Na sua essência, o objetivo é proporcionar aos jovens a possibilidade de desenvolver e experienciar o seu potencial de liderança, de aprender o que é preciso fazer para ser bem-sucedido como líder de negócios e de adquirir competências e experiências necessárias para iniciar uma carreira de liderança.

Foram estes os argumentos que motivaram Inês Sá a candidatar-se uma segunda vez ao Programa ‘CEO for One Month’. Depois de uma primeira abordagem há dois anos, quando era aluna de Engenharia Informática, resolveu abraçar novamente o desafio.

Neste interregno, mudou de curso, e aproveitou todas as experiências que pudessem enriquecer o seu percurso em termos pessoais e formativos: “Não hesitei um segundo em candidatar-me novamente, desta vez mais segura do que queria, das minhas capacidades e do que eu também poderia dar a quem vivesse esta experiência comigo. Candidatei-me com a vontade de aprender como funciona uma empresa internamente, como gerir a mesma, como gerir as pessoas, como resolver as questões não só do dia-a-dia, mas também aquelas que nos tiram o sono… Mas acima de tudo, com vontade de pôr as mãos na massa, de participar ativamente e de crescer como pessoa e profissional”.

Num Programa que é exigente, com várias fases, locais e internacionais, que consistem em desafios quer em termos de desenvolvimento de trabalhos, de exposição e demonstração do que é precisamente a aprendizagem diária, Inês Sá, como ‘CEO for One Month’, passará um mês integrado na Adecco Portugal, onde conhecerá de forma prática (e real) quer a dinâmica de uma grande empresa, dos seus departamentos e colaboradores, e todos os seus desafios diários.

Visitará as várias sucursais e lojas de Norte a Sul e conhecerá a realidade das unidades de negócio.

Após este período em que também são desenvolvidos desafios internacionais, e se for escolhida para o ranking dos 10 melhores do mundo, Inês irá participar num Bootcamp internacional com o TOP10 internacional: nesta ocasião apenas um será escolhido para acompanhar durante o mesmo período o CEO Global do Grupo Adecco.

E esta foi também uma das componentes que cativou Inês Sá:
  • “Durante o meu estágio na Adecco Portugal espero não só aprender como se gere uma empresa pelos olhos da CEO, mas também perceber como é que cada departamento funciona, quais são as diferentes dinâmicas de trabalho e como é que se cria um ambiente favorável para as sinergias acontecerem de forma benéfica para todos. Poderei ainda conhecer os vários ‘‘CEO for One Month’dos mais diversos países, criando assim uma network internacional, certamente muito valiosa para o nosso crescimento e futuro”.
Para o futuro, Inês não tem dúvidas de que terá vantagem na inserção no mercado de trabalho após a conclusão do estágio, uma vez que sabe que irá concorrer com pares que estão, do ponto de vista académico e pé de igualdade:

O fator diferenciador passa mais pelas soft skills, pelas diferentes atividades em que nos envolvemos, por programas como o CEO for One Month’e, acima de tudo, pelo que nos move. Neste programa vou ter a oportunidade de perceber com qual das áreas me identifico mais, o que é, desde logo, um fator diferenciador na medida em que já saberei no que me focar quando tiver de escolher o mestrado e quando entrar no mercado de trabalho. E certamente que a oportunidade para aprender e desenvolver competências técnicas e pessoais serão valorizadas pelos recrutadores.”

De acordo com Alexandra Andrade, Country Manager da Adecco Portugal, “este programa tem ajudado efetivamente os jovens portugueses que nele participam a prosperarem nas suas carreiras e na sua vida profissional, a aumentar a sua confiança e capacidade de exposição e argumentação, oferecendo-lhes aprendizagem baseada em experiência. Exemplo disto é que muitos candidatos se juntam a nós e também aos nossos clientes, em funções permanentes, depois de terminado o Programa ‘CEO for One Month’.

Em 2021, a edição ‘CEO for One Month’ contou com 147 mil inscrições em todo o Mundo. No final, mais de 40 candidatos tiveram a oportunidade de acompanhar a liderança do Grupo Adecco no seu país. Quanto aos candidatos que ficam de fora, mesmo não vencendo, são vários os que acabam por integrar o Grupo Adecco ou algum dos seus clientes.