ILHA DO SAL

0
205

A Ilha do Sal, em Cabo Verde, é sinónimo de gastronomia rica, com a tradicional Cachupa, o conhecido Bife de atum, o Xerém ou ainda o Modjo típico de São Nicolau

 

A arte da Morabeza, que espelha o carinho com que nos recebem, é o símbolo da Sodade, tal como nos mostrou a voz de Cesária Évora, e do Cretcheu, o lado doce e romântico de um povo. Uma melodia calma e terna como a Morna, é o ritmo quente do Funaná. 

É uma das menores ilhas habitadas em Cabo Verde, estendendo-se por 30 km de comprimento e 12 km de largura, com uma distância de cerca de 50 km em linha reta da Boa Vista, ilha mais próxima. O concelho do Sal é constituído apenas por uma freguesia: Nossa Senhora das Dores. 

A ilha é sinónimo de gastronomia rica, com a tradicional Cachupa, o conhecido Bife de atum ou o Xerém. A arte da Morabeza, que espelha o carinho com que nos recebem, é o símbolo da Sodade, tal como nos mostrou a voz de Cesária Évora, e do Cretcheu, o lado doce e romântico de um povo.

 

Uma melodia calma e terna como a Morna, é o ritmo quente do Funaná. Por não possuir água potável, a ilha conheceu o abandono até ao século XIX quando, a partir de 1833 se iniciou a exploração de sal na localidade de Pedra de Lume. Essa atividade deu início ao povoamento.

 

Com o objetivo de constituir um ponto de escala para os voos com destino à América do Sul, em 1939 foi construído, por iniciativa italiana, o “Aeroporto Internacional da Ilha do Sal”.

 

É nesta altura que surge a implantação de sistemas de captação de água pluvial, possibilitando o incremento do povoamento, sobretudo através da migração interna no arquipélago, nomeadamente a partir da ilha de São Nicolau.

O aeroporto foi renomeado após a independência como Aeroporto Internacional Amílcar Cabral.

 

A ilha do Sal tem cerca de 35.000 habitantes e está próximo do continente africano, o que o torna vulnerável ao vento quente e seco do deserto que transporta a areia do Saara.

 

A planura extrema, apesar da sua origem vulcânica a inexistência de montanhas com exceção no norte da ilha, que condensem a humidade atmosférica faz com que seja uma ilha muito árida com extensas praias de areia branca e com um clima ameno com pouca variação da temperatura, entre os 24º e os 30º. 

A Ilha tem salinas naturais e artificiais e piscinas rochosas naturais, destacando-se a designada por Buracona, na costa ocidental norte da ilha. A Cidade de Espargos é a capital e a cidade com mais habitantes. Santa Maria, ao sul, é o centro turístico e o segundo maior centro populacional da ilha, dispondo de uma boa estrutura hoteleira.

 

Palmeira sendo uma vila essencialmente piscatória encontra-se a oeste da Cidade de Espargos. Pedra de Lume a 4 km a este de Espargos é uma localidade com cerca de 100 habitantes onde podemos encontrar as maravilhosas salinas. Para além do português oficial, o crioulo cabo-verdiano é usado no dia-a-dia pela maioria da população do Sal.

 

A personalidade mais conhecida da Ilha foi o cantor e compositor Ildo Lobo, falecido em 2004. A sua voz versátil e melódica e a sua poderosa presença em palco fizeram dele um dos maiores intérpretes de sempre.

 

 

Na Vila de Santa Maria, além dos habitantes de origem cabo-verdiana, que constituem a maior parte da população, também existem outras três apreciáveis comunidades, senegalesa, portuguesa e italiana.

 

Quando visitar a ilha, recomendamos o alojamento nos hotéis Oásis Belorizonte e Oásis Salinas Sea, situados na primeira linha de uma extensa praia de areia clara e mar azul cristalino, junto ao pontão de Santa Maria, que recebe diariamente pescadores que ali descarregam o peixe, fruto da sua pesca, todas as manhãs.

Vê-se chegar atuns e outras espécies, que, muitas vezes, são negociadas e vendidas no próprio local. Existem também vários restaurantes, oferecendo especialidades cabo-verdianas, portuguesas, italianas, entre outras. O marisco fresco pode ser apreciado em muitos deles.

As cracas, os percebes, o camarão e as lagostas são apenas alguns exemplos. Alguns destes estabelecimentos apresentam também música cabo-verdiana ao vivo. Existem inúmeras lojas de artesanato, sendo muitas delas pertencentes a imigrantes de origem senegalesa.

A venda de frutas e legumes é uma prática comum, existindo também diversas mercearias fornecendo também esses e outros produtos alimentares.

 

COMO ADQUIRIR A SUA VIAGEM

Na agência de viagens Viagem à Vista em parceria com os hotéis Oásis Belorizonte e Oásis Salinas Sea do Grupo Oásis Atlântico. Para mais informações sobre ofertas para a Ilha do Sal e descrição completa dos programas consulte-nos: E-mail: geral@viagemavista.pt  / Telefone: 219 340 144 / Site: www.viagemavista.pt

 

CONTEÚDOS PATROCINADOSSTORIES