Eu: Mulher e Mãe

0
164

Neste mês de maio celebra-se o Dia da Mãe.

Uma data que assinala esta condição de vida que, nós mulheres e mães, bem sabemos que mais que assinalada é bem presente no nosso dia-a-dia.

Quanto a mim tenho a felicidade de ter presente há cerca de oito anos. Desde menina que a minha única certeza nas andanças da vida e que me acompanhou até à idade adulta é que iria ser mãe. Não me perguntem porquê. Eu não sei e nunca me detive nessa busca pois, na verdade, entendo como parte do meu sentir e da minha sabedoria interior.

Confirmar que estava com a minha filha no meu ventre foi de uma felicidade incomensurável e indescritível. Aquele ser fazia de mim mãe. E se não existe um manual que venha com os filhos, as mães também não o têm para os filhos, essa é que é essa.

Cada uma com a sua história, cada uma com a sua caminhada, tem sido nota dominante nas mães presentes nas minhas aulas que amam ser mães.

Ser mãe é algo que nos alimenta o coração, que nos faz ir mais além nas nossas capacidades, que nos faz crescer como seres humanos. Esta é a minha experiência como mãe que sou.

E, como nas mais diversas propostas da vida, tem os seus cambiantes de sabor e de cor.

Nem sempre é doce esta caminhada. Por vezes também se faz presente o amargo e o agridoce. Do preto, cinzento, vermelho, azul, e por aí fora. Mas… saberia eu valorizar o lado sol e luz sem o lado lua e sombra? Não creio, do que me conheço.

Há ainda a quase incontornável questão: sou boa mãe? Que é acompanhada de outras como: Estou à altura do que as minhas filhas merecem que eu seja para elas? Estas são dúvidas por vezes assoladoras. Mas hoje em dia olho-as e sinto-as com um papel motivador.

Nessas dúvidas, conduzo-me à análise das minhas ações, da minha atitude. Servem também de barómetro para que possa estar em constante avaliação e melhoria.

(…)

Continuo a espalhar a magia do ioga junto das crianças e famílias, junto das escolas, através de aulas e workshops através do meu projecto Iogar: ioga a brincar by Cláudia Mineiro.

Caso sintas que posso ir até ti ou até à tua escola, contacta-me (contactos na última página da revista e através deste e-mail claudiamineiromiudosegraudos@gmail.com). Gostaria também de ter a tua opinião acerca desta e de crónicas anteriores.

Estejam preparados para a nova edição da Miúdos & Graúdos, sempre com temas mega interessantes, eu lá estarei com a minha crónica.

Até lá, deixo os meus beijinhos voadores, sê feliz e bem hajas pela tua leitura, 

Cláudia Mineiro  (3M’s: Mulher, mulher e mãe. Professora de yoga para crianças certificada em 2016 pela Escola Babyoga Portugal)

POR: Cláudia Mineiro _ Iogar: ioga a brincar_ Professora de ioga dos 2 meses aos 12 anos