Dia Internacional da Mulher, 8 de março

0
465

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte nas Mulheres

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) alerta as mulheres para a importância da prevenção da doença cardiovascular, no Dia Internacional da Mulher.

A doença coronária é a principal causa de morte na mulher das sociedades ocidentais, ultrapassando o cancro da mama, cancro uterino e a mortalidade periparto (entre o último mês de gestação e os 5 meses após o nascimento do bebé).

A SPC decidiu lançar uma Campanha de sensibilização sobre as doenças cardiovasculares na mulher, de forma a construir uma plataforma de conhecimento entre o público feminino que está menos desperto para esta doença.

A campanha “Bem Me Quero”, promovida pela SPC e lançada no dia internacional da Mulher, promete falar do tema, com rostos bem conhecidos da população, e terá várias iniciativas ao longo do ano de 2020.

De acordo com a American Heart Association, as doenças cardíacas e o AVC matam 1 em cada 3 Mulheres, sendo que na Europa, 23% da mortalidade no sexo feminino deve-se à doença coronária. Sabe-se também que as doenças cardíacas matam mais mulheres que homens e são mais fatais que todas as causas de cancro combinadas.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, 80 por cento destas mortes podem ser prevenidas com alterações nos estilos de vida e educação, além de se considerar que a doença coronária na mulher está subdiagnosticada e há um reconhecido subtratamento.

Embora a dor no peito também seja a apresentação mais frequente nas mulheres, estas têm mais frequentemente apresentações atípicas com falta de ar, náuseas e vómitos, dor no pescoço ou nas costas.