Dez parques naturais a não perder em Portugal

0
31
Arrábida Arrábida, crédito Sofia Guerreirinho, Flickr

Com o calor a ir embora, o tempo convida a passeios a pé prolongados para apreciar as bonitas paisagens de outono

Utilizando dados do Google, a Holidu, que é um motor de pesquisa +ara casas de férias, destaca dez dos mais bonitos parques em Portugal, convidando a uma visita relaxante ou, quem sabe, à prática de aventuras. Há para todos os gostos, pois o importante é desfrutar do que é nosso e da Natureza. 

Parque Natural da Arrábida 

As praias, as falésias rochosas, as montanhas baixas, a vegetação luxuriante são algumas das características naturais do Parque Natural da Arrábida.

O clima mediterrânico foi fundamental para a flora e fauna, o suficiente para pintar a paisagem em cores vivas. Figueirinha e Galapinhos são as praias imaculadas deste lugar, a zona cénica pode ser desfrutada dando um passeio pelos belos caminhos costeiros bafejados pela brisa do oceano.

Faça um passeio de barco e experimente a beleza da costa à distância. Estando na água sob o sol deslumbrante será saudado por um panorama deslumbrante e interminável que se estende à sua frente.

 

Parque Natural da Peneda Gerês 

Situado no Norte de Portugal, este parque foi criado para preservar e proteger a vida selvagem e as paisagens únicas.

Parque-Peneda-Gerês-Gerês-crédito-Pedro-Silva-Flickr

A Serra do Gerês é inóspita e fascinante de explorar. Os trilhos e caminhos serpenteiam num ambiente sempre surpreendente e com uma infinidade de locais interessantes que vão desde florestas, rios, até às formações rochosas únicas.

Parque Natural da Serra da Estrela 

O Parque Natural da Serra da Estrela integra a maior montanha de Portugal, com o pico mais alto do País, com cerca de 2.000 metros de altura e está rodeado por belos vales e por uma abundante variedade de flora e fauna.

Serra-da-Estrela-Serra-da-Estrela-crédito-António-da-Silva-Martins-Flickr

Os lagos e florestas espalhados pelas montanhas e os caminhos isolados que levam a águas cristalinas tornam a visita a este lugar uma experiência mágica.

Parque Natural do Alvão

Situado nos concelhos de Mondim de Basto e Vila Real, encontramos o Parque Natural do Alvão, uma área protegida e fundada em 1983.

O parque é constituído por dois ecossistemas diferentes, a Zona Alta e a Zona do Basal. A Zona Alta é uma zona montanhosa com formações graníticas e falésias rochosas.

Parque-natural-do-Alvão-Parque-Natural-do-Alvão-crédito-Vitor-Oliveira-Flickr

Esta zona é popular entre os caminhantes e os amantes da aventura. A divisão é demarcada pela queda de água do Fisgal. O rio Olo que atravessa o parque é ladeado por leitos de rios rochosos e florestas.

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina 

As intermináveis praias e as deslumbrantes falésias tirar-lhe-ão o fôlego. As praias são complementadas pelas areias suaves e a luz solar brilhante sobre o Atlântico irão deixá-lo sem palavras.

Costa-Vicentina-Costa-Vicentina-crédito-Paulo-Valdivieso-Flickr

Este local é espetacular para relaxar e vai ajudá-lo a descansar após um dia cheio de atividades.

Parque Natural do Douro Internacional 

O Parque Natural do Douro Internacional encontra-se estende-se pelos concelhos de Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta e Figueira de Castelo Rodrigo. Curiosamente, está situado ao longo do rio que marca a fronteira de Portugal e Espanha.

Parque do Douro Parque Natural do Douro Internacional, crédito jacinta lluch valero, Flickr

O rio serpenteia através das altas falésias rochosas, criando uma visão hipnotizante. O contraste é mesmo embelezado pela vegetação verde de ambos os lados do rio que cobre as superfícies rochosas das falésias.

Parque Natural Sintra-Cascais 

O Parque Nacional Sintra-Cascais é um dos destinos turísticos mais populares em Portugal, espalhado por uma área de 145 quilómetros quadrados. Este parque contém uma série de atrações surpreendentes.

Sintra – cascais Sintra, crédito Daniel Lerps, Flickr

O parque é conhecido principalmente pelos seus locais históricos que o podem deixar surpreendido. De visita obrigatória encontra o Castelo dos Mouros, que remonta ao século VIII, e o Palácio da Pena, que se ergue acima das árvores que o rodeiam e que se situa no topo da colina. Tem depois uma série de recantos românticos para descobrir.

Parque Natural do Tejo Internacional 

Ainda uma das paisagens mais selvagens de Portugal, este parque natural de 264 quilómetros quadrados sombreia o Rio Tejo e as bacias hidrográficas de três dos seus afluentes.

Parque-Tejo-Internacional-Parque-Natural-do-Tejo-Internacional-crédito-CCDRC-Flickr.

Embora não seja esteticamente notável, abriga algumas das espécies de aves mais raras do país, incluindo cegonhas negras, águias de Bonelli, águias reais, abutres egípcios e abutres grifos.

Os condutores podem apreciar a beleza natural do parque seguindo a estrada não numerada entre Monforte da Beira e Cegonhas (sudeste de Castelo Branco), que passa por uma bela floresta de sobreiros de ambos os lados da Ribeira do Aravil.

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros 

O Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros é uma área protegida criada em 1979 e abrange uma área de cerca de 39 mil hectares espalhados pelos concelhos de Alcobaça, Porto de Mós, Alcanena, Santarém, Torres Novas e Ourém.

Serra de Aire e Candeeiros Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, crédito Francisco Monteiro, Flickr

Este parque é o local para quem gosta da natureza, com locais únicos em Portugal. À medida que o dia atravessa a noite, outro tipo de mistério revela-se. Da fenda de Candeeiros, olhando para Sul, pode-se facilmente ver o arco brilhante da Via Láctea.

Parque Natural de Montesinho 

O Parque Natural de Montesinho é um ponto de biodiversidade. A paisagem aqui, juntamente com o facto de ser um dos maiores parques do país, torna-a um ponto de visita obrigatória.

Parque de Montesinhos Parque Natural de Montesinho, crédito Vitor Oliveira, Flickr

As colinas e vales dão lugar a tranquilas lagoas e riachos que descem até às florestas cobertas de vegetação que certamente irão bloquear o seu caminho. Os trilhos sobem a montanha que dá nome ao parque e, do topo, pode desfrutar de vistas deslumbrantes sobre os arredores.