Dentes tortos são sinal de algum problema de desenvolvimento nas crianças

0
167

A respiração oral e hábitos incorretos de deglutição impedem o desenvolvimento correto dos dentes, dos ossos maxilares e da face da criança.

A avaliação precoce e tratamento contribuem não só para um sorriso mais bonito mas para melhor qualidade de vida das crianças.

Cerca de 90% das crianças entre os 3 e 5 anos de idade já têm dentes tortos, por isso é esperado não existir espaço suficiente para que todos os dentes permanentes se alinhem corretamente depois da troca dos dentes de leite.

É impossível alinhar os dentes sem tratar a respiração, sem avaliar e trabalhar os músculos da face e os ossos da face. Hábitos de chuchar chupeta ou de chuchar no dedo de forma prolongada, perda prematura dos dentes de leite e problemas respiratórios  como alergias ou obstruções por adenóides ou amígdalas muito desenvolvidas contribuem na má posição dos dentes. 

Factores hereditários como dentes a mais, dentes de maior ou menor tamanho que o normal, dentes perdidos mais cedo do que o que seria esperado, dentes muito separados na frente são causas de dentes tortos. 

Além destas causas, as crianças que respiram pela boca durante o dia e dormem de boca aberta agravam ainda mais, não só a posição dos dentes, mas também a forma dos ossos dos maxilares.

A respiração oral e deglutir de forma incorrecta impedem o desenvolvimento correto do crescimento da face e dos maxilares das crianças. Isto ocorre porque a criança, ao respirar pela boca, posiciona a língua no fundo da boca, o que não estimula a maxilar a crescer no sentido lateral, tornando o “céu da boca” estreito e alto. Desta forma, o osso não terá o espaço suficiente para nascerem os dentes definitivos, a respiração está condicionada e a qualidade de vida da criança muito diminuída.

Crianças que têm uma face mais longa, com olheiras muito evidentes, lábios entreabertos em repouso e ressequidos são crianças que respiram pela boca.

A língua é um músculo muito potente que está envolvido com os ossos da face e tem de estar em harmonia com os dentes.

A fala, a mastigação e a deglutição dependem da língua e por isso ela é tão importante para a ortodontia, para dentes bem alinhados e maxilares bem desenvolvidos.

Quando estamos em repouso, a língua deve estar colada ao “céu da boca” com a ponta a tocar levemente os incisivos superiores. Esta posição é passiva e não deveria ser necessário ter preocupação em manter esta posição, uma vez que o vácuo formado entre a língua e o palato garante esta posição elevada da língua. Como se existisse uma ventosa que permite toque e força leves tanto nos dentes quanto no “céu da boca”.

Para que este vácuo ocorra, os lábios devem estar fechados! Por isso, as crianças que respiram pela boca têm o posicionamento da língua incorreto e desenvolvem problemas ortodônticos como mordida cruzada, mordida aberta, maxilares estreitos e retrusão mandibular.

De forma a corrigir esta posição incorreta da língua para melhorar o sorriso e alcançar melhor equilíbrio na face, as crianças podem ser tratadas com aparelhos miofuncionais, onde a língua e os músculos faciais são correctamente exercitados a serem bem posicionados, promovendo assim um correcto fechamento dos lábios e reeducação da posição da língua. 

Crianças que respiram bem têm melhor qualidade de vida!

Myobrace – Uma alternativa ao aparelho fixo que melhora a qualidade de vida das crianças

A ortodontia miofuncional com o Sistema Myobrace promove o desenvolvimento dos ossos maxilares para o seu tamanho e forma correctos e consequentemente alinha os dentes.

Este tratamento com aparelho miofuncional permite corrigir os maus hábitos orais, desenvolver os ossos maxilares, endireitar os dentes, melhorar a saúde geral e promove ainda uma alimentação saudável. Crianças que aprendem a respirar pelo nariz, colocam a língua no “céu da boca” correctamente, engolem de forma correcta e mantêm os lábios fechados e crescem de forma equilibrada.

Com os aparelhos miofuncionais Myobrace, o médico dentista avalia e trata primeiro as causas dos dentes tortos, proporcionando uma melhoria da disfunção muscular, desenvolvendo os maxilares no seu tamanho e forma correcta para depois alinhar correctamente os dentes.

Este sistema utiliza uma série de aparelhos removíveis para que a criança utilize 1 hora durante o dia e durante a noite enquanto dorme em conjunto com exercícios miofuncionais a serem realizados em casa diariamente.

Observe o seu filho enquanto dorme

Uma criança pequena que respire pela boca não vai desenvolver os seus ossos da face e terá implicações na seu dia a dia. Observe o seu filho enquanto dorme: poderá descobrir algum sinal incorrecto durante o sono. A respiração pela boca e a deglutição incorrecta restringem o crescimento natural dos ossos da face e dos dentes em posição correcta.

Apesar do velho ditado “dormir como um bebé”, a verdade é que as crianças correm o mesmo risco de muitos dos distúrbios de sono dos adultos.

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é um conjunto de situações em que se verifica uma paragem no ritmo respiratório, com movimentos (falhados) para forçar a inspiração. Ao contrário das paragens respiratórias em que a criança fica muito tranquila, sem mobilização dos músculos respiratórios, quando existe Apneia do Sono infantil, ela tenta inspirar mas não consegue.

Os pais devem estar atentos a alterações de comportamento, pois estas crianças roçam os sinais de hiperactividade, têm muita dificuldade em se manterem concentradas durante o dia, têm um sono muito agitado, mudam de posição na cama muitas vezes, ressonam e transpiram muito durante a noite, e em alguns casos, voltam a urinar na cama.

Muitas crianças têm diminuição de apetite e, tipicamente crescem em altura, mas estabilizam (ou diminuem) o peso, baixando o percentual de peso.

Se a criança ressona, não é certo que tenha apneia do sono, mas é sem dúvida, uma possibilidade. Cerca de 20% das crianças ressonam e destas, 10% destas têm apneia de sono.

Siga os seguintes passos básicos para que possa proteger e melhorar o sono dos seus filhos:

  • Programe a hora do sono. A hora de dormir regular e rotinas noturnas que ajudem a criança a se preparar para ir para a cama são essenciais para desenvolver hábitos de sono fortes.
  • Torne o quarto de dormir amigável. Mantenha a electrónica fora dos quartos. Os quartos das crianças devem ser lugares escuros e silenciosos para descansar e não o paraíso para televisão, videojogos e telemóveis.
  • As desordens do sono por mais leves que sejam não devem ser ignoradas para poder ajudar as crianças a dormir e crescer bem.

Dentes alinhados necessitam de boa alimentação

A nossa “dieta moderna” em muito influencia os dentes tortos das crianças. 

Hoje em dia a menor dureza dos alimentos e o seu valor nutricional cerca de 10 vezes menor piorou a respiração e as crianças desenvolvem cada vez mais alergias, o que mantém a boca aberta e a respiração oral durante dias e dias durante o crescimento da criança.

Necessitamos de uma dieta equilibrada, rica em alimentos secos, duros e fibrosos para melhorar o desenvolvimento dos maxilares e o crescimento dos dentes naturalmente. 

Por: Soraia Oliveira _Médica dentista. Prática clínica em odontopediatria e ortodontia

Certificação Invisalign. Certificação Myobrace

www.bocaalegre.pt