Cuidados a ter com as mochilas

0
48

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o peso ideal da mochila não pode ultrapassar 10% do peso da criança.

Como exemplo, se a criança pesa 40 kg, a mochila não pode pesar mais de 4 kg.

Esta é uma questão a que os pais devem estar atentos, pois ainda segundo a OMS, o mau uso das mochilas é um dos motivos que levam 85% da população a desenvolver dores nas costas.

E se no início do ano lectivo, a carga ainda está mais ou menos controlada, a verdade é que com o avançar das aulas, eles vão acumulando material, como trabalhos ou cadernos que já estão preenchidos.

Para que o uso de mochila escolar não seja um problema, a Organização Mundial de Saúde faz mais recomendações. As duas alças devem ser usadas em simultâneo e a mochila não deve ser maior do que as costas da criança.

Se possível, as mochilas com rodinhas são sempre uma boa opção, assim como as que têm menos bolsas, para que os mais pequenos levem mesmo só o essencial. O material escolar deve também ele ser levezinho, optando, por exemplo, por cadernos mais finos.

O impacto da mochila deve ser vigiado ao longo do ano lectivo. Assim, certifique-se que o seu filho distribui da forma mais equilibrada o que leva lá dentro, com os objectos mais pesados a ficarem junto às costas; garantir que leva apenas o que precisa para aquele dia; que não vai acumulando material que não é necessário; aconselhar a usar o menor tempo possível a mochila carregada às costas e ajustá-la bem à altura das mesmas.

Bom regresso às aulas!