As Maravilhas do Natal

0
127

A maravilha do Natal. O Natal é das crianças, ouvimos isto desde pequenos. Há os católicos que tentam viver o Natal com os valores da partilha e dizer que os presentes não são a essência. Mas e a TV e os mil anúncios que nos invadem a casa desde outubro? E a playstation e o telemóvel? Ah o menino Jesus, afinal também devia gostar do Minecraft, vamos lá. Ah o Natal é das crianças e eu que gostava tanto de receber um perfume ou um novo kit de maquilhagem. Com sorte o presente do amigo secreto, vá o Natal é das crianças e o que importa é a família e a partilha e os valores. Ah o Pai Natal! Entra pela chaminé. Deixamos bolachas e leite para que o barbudo não tenha fome quando deixar os presentes. É bom que os miúdos não acordem muito cedo para eu ter tempo de beber o leite, já meio azedo, e dar umas trincas nas bolachas. Ah, o subsídio de Natal, entra e sai. É Natal ninguém leva a mal. Ah andamos a tentar reduzir o consumo, pelo ambiente, pelos valores da humanidade. Ah, mas é Natal e o Natal é das crianças que fazem cartas a pedir presentes, mas que já nem sabem bem o que pedir, mas é suposto. Não, não é. Mas e depois? Chegam à escola e a professora pergunta quantos presentes recebeu e o quê? Ah, vai dizer que nada? Ou que recebeu amor e partilhou abraços? Era bom, mas não pode ser. E o cansaço? E o trânsito no mês de dezembro? e as filas nas lojas e centros comerciais? Calma, é Natal e ninguém está a stressar. pois não? Estou! Mas calma os meninos vão gostar da tarde a fazer bolachas e a escrever postais. Vão gostar de decorar a casa e montar a árvore. Ah, os 10 jantares de Natal, entre amigos, empresa e os amigos que só se vêm nesta altura, é tradição e é bom, mas dava tudo pelas pantufas, não é? E a festa de Natal da escola? Ah é o momento do ano. Ai a reunião. Não posso. E vamos à festa e a cabeça na reunião que alguém vai cobrar por não ter estado. Calma é Natal e todos os Santos, estrelas, o Pai Natal e as renas vão ajudar.

E depois este sentimento de ter tido um Natal na infância maravilhoso e achar que os meus pais não sofriam de stress. Sofriam? Seguramente que sofriam, mas não diziam. Chega o dia! Casa pronta. O peru, o bacalhau, o bolo Rei, é preciso ir buscar as broas e as azevias, só 1h de espera. Passa rápido. Distribuir os presentes. Só dois ou três pelas casas dos amigos com filhos. Ah não! São dez casas. Está tudo bem. É Natal. Chegou a hora. Que hora? Em casa dos pais? Dos sogros? Cá em casa? Ou não sei bem porque me separei e o Natal é uma incógnita todos os anos. Como filhos? Sem filhos? Meio com meio sem? Está tudo bem. É Natal. Tem vestido novo? Ou a camisola da rena? Seja qual for a tradição. Relaxe. Afinal de contas, é Natal e amanhã começam os saldos!

É mãe ou pai real? Daqueles mesmo reais que sentem coisas de verdade? Ainda bem. Escreva-me. A Mãe Sombra quer saber tudo. sombramae@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/vera.sombra.585

Instagram: https://www.instagram.com/maesombra/