Alimentação Saudável em Família

0
76
A young and beautiful mother in a blue shirt and apron is preparing a fresh vegetable salad at home in the kitchen, along with her little cute daughters with light hair

Setembro é, por norma, o mês dos recomeços. Especialmente para quem tem miúdos e vem de um período de pausa escolar

O regresso às aulas é sempre visto com um misto de ansiedade e excitação, há o regresso aos horários, às novas rotinas, há todo um calendário de matérias, atividades extra-curriculares, enfim, todo um mundo novo que se inicia com o regresso às aulas.

E no meio do turbilhão de sentimentos fica sempre aquela vontade de fazer mais e melhor. Tal como em janeiro, em setembro tendemos a fazer uma série de resoluções que queremos MESMO implementar.

Existem várias formas de conseguir ter um estilo de vida saudável, inúmeras técnicas, áreas a abordar e mudanças que podemos fazer. Mas de todas elas há uma que facilita ainda mais o processo: fazer estas mudanças em família, e procurar implementar este estilo de vida saudável desde a infância. Porque não começar nos lanches, snacks e refeições? 

Façam as compras em conjunto: podem deslocar-se ao supermercado ou optar pelas soluções online.

Demorem-se na secção dos frescos, explorando as cores e as diferentes texturas e procurem depois – também em conjunto – novas receitas com legumes e frutas! Incluir vegetais crus nos lanches das crianças – e dos adultos – é uma forma de aumentar a ingestão de hortícolas e garantir mais uma opção saudável e interessante.

Dica extra:

podem sempre ter no frigorífico um frasquinho com cenouras cruas, descascadas, que aguentam sem secar, submersas em água, sempre fresquinhas e prontas a comer. 

Preparem – sempre que possível – as refeições e lanches em conjunto. Se as crianças ainda não tiverem a capacidade de preparar pequenas refeições, podem – por exemplo –  ir buscar as embalagens onde irão ser guardadas. Podem arrumar alguns utensílios ou ajudar a organizar pequenas coisas. 

Usem um meal planner. Somos frequentemente tramados pela falta de imaginação. E a verdade é que a vida vai acontecendo pelo meio e há dias em que não sobra muito tempo.

Se todas as semanas conseguirmos ter um planeamento, que nos ajuda não só a visualizar horários e tarefas, mas também refeições, fica tudo mais fácil. Peçam depois aos miúdos para classificar os lanches.

Quais os preferidos, quais os que gostavam de experimentar e as trocas que gostariam de fazer. Façam-nos sentir parte do processo! 

Optem por ingredientes integrais e de origem nacional, preferencialmente biológicos. Desta forma estão também a ajudar o planeta! 

Comprometam-se com essa mudança, fazendo pequenas cedências, mas dando também o exemplo: reduzam os alimentos processados e previamente embalados.

Façam panquecas de aveia com banana para a semana, e façam questão que os miúdos vejam que esse também será o vosso lanche ou pequeno almoço.

Experimentem uma pasta de frutos secos e cacau feita em casa, comam fruta enquanto veem um filme, troquem hábitos menos saudáveis por opções que a curto prazo serão um prazer. 

POR: Ana Gomes – Health Coach

Site: www.anagomesliving.com       Instagram: @anagomesliving