A Vaca que ri luta contra o desperdício alimentar e sensibiliza mais de 1 milhão de portugueses

0
28

Após um ano associada à ‘Too Good To Go, a marca icónica de queijinhos quer alargar a parceria a mais dois produtos e levar a mais targets a mensagem “Observar, cheirar e Provar … antes de deitar fora” contribuindo para um futuro mais sustentável

Na União Europeia, 10% do desperdício alimentar – cerca de 8,8 milhões de toneladas de comida, está relacionado com as datas de validade dos alimentos. 20% do desperdício alimentar em casa é causado pela falta de conhecimento sobre prazos de validade e 53% dos consumidores da União Europeia não sabe a diferença entre os distintos rótulos de validade.

Em Portugal, estima-se que, por ano, os portugueses deitem para o lixo um milhão de toneladas de alimentos, em média 274 mil quilos de comida por dia.

Esta quantidade seria suficiente para alimentar cerca de 360 mil pessoas com carências alimentares em Portugal, segundo o movimento Unidos Contra o Desperdício, acrescentando o facto de que muitos portugueses não têm conhecimento de como interpretar corretamente os rótulos, considerando haver alimentos que podem ser consumidos depois de o prazo de validade expirar.

Foi neste seguimento que, há um ano atrás, A Vaca que ri se juntou à Too Good To Go com o objetivo de sensibilizar e envolver mais de 1 milhão de consumidores no combate ao desperdício alimentar.

Acreditando que a educação, a sensibilização e os esforços coletivos são formas poderosas de estimular as ações dos consumidores no combate ao desperdício alimentar, a icónica marca de queijinhos do Grupo Bel, foi a primeira marca a aceitar o desafio da Too Good To Go e a avançar com a adaptação dos seus rótulos nas caixas de 16 e 24 porções, A Vaca que ri Original e Light.

Por isso, foi colocado no interior das embalagens um rótulo informativo com a explicação sobre como usar os sentidos para avaliar se um produto, com data de durabilidade mínima (como é o caso dos queijinhos A Vaca que ri), ainda estariam aptos para consumo.

A missão era uma: educar miúdos e graúdos quanto à temática das validades, apelando para a redução do desperdício alimentar em casa, através de 3 simples passos, observar, cheirar e provar o produto e, só depois determinar se este pode ser consumido para além da data indicada, antes de deitar fora.

Para 2022, a marca icónica de queijinhos quer continuar o seu compromisso e a manter um papel educativo ativo e um impacto ainda maior, estendendo esta parceria a mais dois dos seus produtos: Palitos Original e Light e fazer ativações conjuntas com o seu parceiro.

“Queremos continuar a trabalhar para sermos uma marca ativa e relevante na luta contra o desperdício alimentar e contribuir para um futuro mais sustentável, por isso, queremos dar continuidade a longo prazo à parceria com a Too Good to Go, através do lançamento de várias ativações conjuntas, pois a educação e sensibilização para os diferentes prazos de validade é determinante no combate ao desperdício alimentar”, comenta Inês Santos, Brand Manager A Vaca que ri.

“A minimização do desperdício tem sido sempre parte integrante do modelo empresarial da Bel: a porção individual faz parte do nosso ADN há mais de 150 anos contribuindo para evitar o desperdício alimentar. Mas o grupo esforça-se também por reduzir o desperdício alimentar ao longo de toda a sua cadeia de valor, desde a produção e recolha das suas matérias-primas até ao consumo dos seus produtos acabados; “For All For Good”, acrescenta a responsável.

“Quando lançámos em Portugal, a nossa iniciativa “Antes de deitar fora: Observar, Cheirar, Provar”, um novo rótulo desenvolvido pela Too Good To Go, a BEL foi a primeira marca a aceitar este desafio com o seu produto icónico “A Vaca que ri”, tornando-se assim, também, a primeira a avançar com a adição deste novo rótulo de sensibilização ao produto. Estes esforços conjuntos são cruciais para o sucesso da nossa mensagem e impacto real destas soluções”, comenta Madalena Rugeroni, Country Manager da Too Good To Go, Portugal e Espanha.

Esta parceria realizou-se não só em Portugal, mas em mais quatro países: França (La Vache Qui Rit), Espanha (La Vaca Que Ríe), Estados Unidos da América (The Laughing Cow) e Bélgica (La Vache Qui Rit).